Topo Site 1508
 | Home  | Noticias  | Galeria Fotos  | A nossa sede  | S. T. Tim. Espanhol  | Artigos  | Expo-Aves  | S.T. Fauna Europeia  | Clube
   PREPARACAO AVES PARA EXPOSICAO

 

 
Preparação de aves para exposição
 
                                                 José Fernandes
 
Estamos na altura do ano em que as exposições de aves acontecem por todo o país. Os criadores levam a concurso as suas aves, que ao longo do ano criaram algumas vezes com alguns sacrifícios em termos pessoais.
 
Julgo eu que é uma das mais estimulantes etapas da criação de aves, pois muitos de nós criamos para competir, o que me parece ser o mais importante. É através da sã competição, que nós criadores aprendemos, evoluímos e melhoramos de ano para ano. É fazendo a comparação com os outros, algumas vezes melhores outras vezes piores, que a qualidade melhora e a ornitologia progride.
 
Sou da opinião de que em Portugal existem excelentes exemplares de aves, que podem e devem competir tanto a nível nacional como internacional, pois a sua qualidade em nada deve às aves estrangeiras importadas.
 
Contudo parece-me que onde falhamos é na preparação das aves para concurso. Não basta ter boas aves, temos que as preparar para concorrer, e neste tema os países mais evoluídos em termos de exposição de aves, são especialistas e mestres: o caso dos Belgas, Holandeses e Italianos.
 
A preparação das aves para serem julgadas nas exposições é importante, para obter ainda melhores classificações. A titulo de exemplo as aves:
 
-          Não se devem apresentar sujas
-          Devem estar calmas na gaiola
-          Devemos observar bem os exemplares que vamos levar a concurso
-          Devemos preparar, em termos orgânicos, as aves
 
 
Sendo assim recomendo o seguinte:
 
Limpeza das aves 1 a 2 dias antes de as levar, para a exposição. Dar banho utilizando para o caso um Shampoo indicado para limpeza de aves, irão verificar que a plumagem fica mais limpa e brilhante.
 
Tendo sempre o cuidado, neste processo de lavagem, de não danificar a plumagem das aves, o modo de dar banho pode ser da seguinte maneira:
 
Num recipiente diluir em agua morna,   um pouco de shampoo, e ter um outro recipiente com agua limpa também um pouco morna.
Pegar na ave e com um pincel da barba molhado no recipiente com água e shampoo, lavar a ave ao correr das penas, ficando esta bastante molhada, de seguida com o outro pincel do recipiente de agua limpa enxaguar a ave.
 
Depois desta operação a ave vai estar completamente molhada. Nas instalações não deve estar demasiado frio, nem correntes de ar, e é importante que durante algum tempo não deixar parar a ave, para que esta não arrefeça em demasia, ou até morrer. Logo que a ave se mova sozinha de poleiro para poleiro e comece a arranjar as penas , passou o perigo e esta vai secar completamente.
 
No caso da cauda uma das formas de a lavar, é com uma escova de dentes, efectuado a lavagem sempre ao correr das penas para não as danificar.
 
Devemos ter cuidado neste processo de lavagem, para não danificar a plumagem das aves.
 
As aves para concurso não devem ser tiradas directamente do voadouro para a gaiola de exposição. Devem estas ser isoladas com antecedência de pelo menos um mês, para que se vão habituando a uma gaiola pequena, e durante este tempo devem passar o maior numero de pessoas em frente da gaiola para que a ave se habitue à presença do ser humano e não esteja muito agitada.
 
Devemos conhecer as aves de que dispomos, e as suas características, para que todas aquelas que possam ser penalizadas sejam retiradas, por exemplo:
 
 
Desqualificadas
 
-    Aves com anilhas não conformes, diâmetro de dimensão inadequada, alteração artificial do seu diâmetro interno ou dos caracteres da mesma, anilhas não oficiais.
        Aves com anilhas de plástico
        Aves com mais de uma anilha
        Aves com arranjos artificiais
 
 
Não julgáveis
 
-          Ave ferida
-          Ave cega ou com visão deficiente
-          Ave com dedo ou unha ausente
-          Ave doente
-          Ave com dedo rígido ou deformado
-          Canários de côr lipocromicos com malha melânica (bico, penas e patas)
-          Canários de côr melânicos com pena lipocromica
-          Canários de côr com duplo factor (ex. pastel+opala)
-          Aves sem as características da raça
 
 
 
Fora de classe
 
Todas as aves inscritas fora da sua classe.
Os juizes devem julgá-la de acordo com o standard do seu fenotipo, atribuem a respectiva pontuação, mas a ficha deve ser traçada com a indicação de “Fora de Classe”
 
Antes de levarmos as nossa aves para as exposições devemos fornecer vitaminas (mutastress), pois o período de exposição é traumático, e devemos ter cuidado, no que diz respeito ao bem estar e saúde das aves que vão estar pelo menos uma semana fora do seu ambiente normal, com varias pessoas a aproximarem-se das gaiolas, com um maio numero de horas de luz que o indicado para a época, com alterações climatéricas.
 
Este levantar de questões como é lógico não se esgota e com certeza que existem outros modos e outras formas de melhorar as nossas aves, o que pretendo realçar é que dada a qualidade de aves que temos, é importante evoluirmos em termos de preparação das mesmas.
Pois é triste constatar muitas vezes, que bons exemplares não tenham pontuações mais elevadas, por alguns dos motivos atrás expostos.
 
Bom ano de exposições para todos vós, e boa preparação das aves.
 

 


esq
Automoveis usados | Escola de Musica | Forum ATV Motos 4 | Instrumentos Musicais | Inserir Noticias
drt